Paulo Octávio renuncia ao Governo do DF

Brasília, 23 fev (EFE).- Pouco após anunciar sua desfiliação do Democratas (DEM), o governador em exercício do Distrito Federal, Paulo Octávio, renunciou hoje ao cargo em carta enviada à Câmara Legislativa local.

EFE |

Com a decisão de Paulo Octávio, que estava no cargo há 12 dias, o presidente da Câmara do DF, Wilson Lima, deve assumir de forma provisória o Governo.

Sob pressão por um grave escândalo de corrupção que mantém o titular do cargo, José Roberto Arruda (sem partido), preso, ele apresentou sua saída da legenda mais cedo em breve comunicado.

"Venho por meio desta comunicar minha desfiliação do partido", informou Paulo Octávio em nota dirigida ao DEM.

Por causa dos escândalos, a Câmara Legislativa do DF, que tem vários membros acusados de corrupção, estuda diversos pedidos de cassação contra Arruda e Paulo Octávio, que assumiu o cargo por ser, então, o vice-governador.

Desde então, Paulo Octávio era pressionado por vários setores políticos que exigiam sua renúncia. Porém, pelo menos esta terça-feira, respondia que permaneceria no cargo na busca de uma "saída política" para crise gerada com a prisão de Arruda. EFE ed/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG