Paulo Coelho reconhece que sua vida mudou após Caminho de Santiago

Santiago de Compostela (Espanha), 23 jun (EFE).- O escritor brasileiro Paulo Coelho reconheceu hoje, em visita à cidade espanhola de Santiago de Compostela, que sua vida mudou após percorrer o Caminho de Santiago, em 1986.

EFE |

Coelho assinou o Livro de Ouro da cidade galega, e trocou presentes com o prefeito Xosé Sánchez Bugallo, com quem visitará hoje uma rua que será rebatizada com seu nome.

Durante a assinatura, houve uma troca de presentes na qual o prefeito entregou a Coelho uma cópia de um livro de um peregrino que fez o Caminho de Santiago no século XV, assim como um pergaminho em que se oficializa a concessão do nome do escritor a uma rua da região.

O escritor brasileiro assegurou que para ele "era uma honra voltar a Compostela", um lugar "muito importante em sua vida".

"Minha vida mudou após fazer o caminho de Santiago", afirmou.

Coelho lembrou da peregrinação, e revelou que não fez o Caminho em sua totalidade, já que saiu da localidade francesa de Saint Jean Pied de Port até O Cebreiro, na província de Lugo, às portas da Galícia, de onde viajou de ônibus até Santiago.

Além disso, afirmou que se sente em casa quando está em Santiago, e reconheceu que a notícia de que uma rua da região seria rebatizada com seu nome lhe "emocionou muito".

Ainda sobre a peregrinação, ele indicou que o "caminho é mais importante que o caminhante", e que depois de fazê-lo, se ganha "uma outra perspectiva de vida".

Coelho afirmou que ao chegar viu que o caminho era "a singeleza, o contato com o povo", e lembrou os versos do poeta espanhol Antonio Machado: "Caminhante, não há caminho; faz-se caminho ao andar". EFE pbr/gs

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG