O que acontece em Cannes acontece na floresta amazônica - Mundo - iG" /

Paulo Coelho: O que acontece em Cannes acontece na floresta amazônica

Cannes (França), 22 mai (EFE).- Cannes é um microcosmo do mundo, e o que acontece aqui acontece na floresta amazônica, assegurou hoje o escritor Paulo Coelho, autor de um romance ambientado na cidade com o festival de cinema mais importante do planeta.

EFE |

"É uma síntese do mundo", completou Coelho em uma conversa com a Agência Efe no terraço do Hotel Martínez, onde se desenvolve a ação de "O Vencedor Está Só", livro no qual o autor tenta "fotografar Cannes como ele o vê".

Um lugar muito interessante, cheio de contradições e de gente que fala de cinema, mas que desta vez dá a chance ao autor de urdir uma trama criminal que tem como protagonista um assassino em série que se hospeda no hotel que comemora 80 anos de inauguração.

"Falo não do que acontece aqui que pode ser visto, mas do que se passa além", observa o autor após assistir ontem à noite uma das feiras de vaidades que se montam na cidade com a desculpa de ver filmes: a exclusiva festa na qual o ex-presidente dos Estados Unidos Bill Clinton leiloou seu saxofone com a ajuda da atriz Sharon Stone.

"No livro me fixo no pessoal do cinema, na moda, no povo que está aqui com seu sonho e que quer compartilhar um projeto... E na superclasse, ou seja, nas pessoas que não são vistas mas que são as que têm o poder", explica.

Após alguns minutos ele começa a contar um pouco do livro: "é um assassino em série que se hospeda no Martínez, vem buscar sua mulher, que o deixou por um estilista e tudo acontece durante o festival de Cannes".

"É um tipo que não conhece nada de Cannes, chega aqui ao lobby do Martínez... O gerente do Martínez disse que ia me processar, mas o livro o encantou", brinca Coelho.

"Quem são estas pessoas, como podemos ver esse coração que está oculto por camadas e camadas do que chamam superficialidade e que eu não acho superficial, mas uma defesa?", completa.

O escritor dá uma dica para escrever um livro de sucesso: "a maneira mais fácil de escrever é que primeiro se fixe nos personagens reais; depois saber como identificá-los de alguma maneira. Portanto quem é branco vira negro, se vive na França passa a viver na Bélgica...".

E sobre o Festival de Cannes, que o trouxe de novo à cidade, Coelho assegura que o está encantando: "Acho que é uma das melhores festas. O filme que me encantou foi o de Pedro Almodóvar porque sempre gostei dele". EFE jam/ma

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG