Nova York, 18 jul (EFE).- O cantor americano Paul Simon entrou na Justiça contra uma fábrica japonesa que usou sua canção Bridge Over Troubled Water em um relógio de parede sem pedir autorização.

O músico, que já contou com a participação do Olodum em um de seus álbuns, apresentou hoje um requerimento na Corte Federal de Manhattan. Simon pede uma indenização de US$ 10 milhões de dólares.

Nos últimos três anos, a fábrica vendeu cerca de 40 mil relógios de parede com a canção, segundo o diário "Newsday". O cantor ainda estaria reivindicando US$1 por cada uma dessas unidades. EFE mgl/plc

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.