Um pastor grego está processando uma empresa sueca que usou sua imagem para vender um iogurte da Turquia. Minas Karatzoglou pede uma indenização de 6,9 milhões de euros (cerca de R$ 16,1 milhões) da fabricante de laticínios Lindahl por não ter pedido autorização para colocar sua foto na embalagem.

Seu advogado também quer processar criminalmente a empresa, alegando que este é um caso de uso indevido de dados pessoais.

A companhia afirma que agiu de boa-fé e que comprou a imagem de uma agência.

O caso trouxe à tona uma tradicional rivalidade entre gregos e turcos.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.