igreja negra - Mundo - iG" /

Pastor de Obama diz ser alvo de ataques à igreja negra

O reverendo Jeremiah Wright, conhecido por ter sido pastor do pré-candidato à presidência dos Estados Unidos Barack Obama, respondeu nesta segunda-feira às críticas que tem recebido por seus discursos inflamados. Em dois discursos, Wright disse que os ataques contra ele são, na verdade, atentados contra a igreja negra.

BBC Brasil |

O reverendo afirmou ainda que os seis anos de serviço militar que prestou são prova de seu patriotismo.

O pastor ficou famoso por ser uma das referências espirituais de Obama. No entanto, no mês passado, começaram a circular na internet e na televisão discursos antigos em que Wright diz que os atentados de 11 de setembro são conseqüência da política externa americana.

Em 2003, Wright também afirmou que os americanos negros deveriam condenar os Estados Unidos devido às constantes injustiças raciais do país.

Barack Obama acusou os discursos do pastor de serem "incendiários" e "completamente indesculpáveis". Obama disputa com a senador Hillary Clinton a indicação do Partido Democrata para as eleições presidenciais de novembro.

Terrorismo
Wright ainda não havia se manifestado publicamente desde que seus antigo sermões começaram a reaparecer.

Nesta segunda-feira, em um discurso para jornalistas americanos, Wright defendeu suas declarações sobre os atentados de 11 de setembro.

"Você não pode fazer terrorismo contra outra pessoa e esperar que isso nunca se volte contra você", disse. "Esses são princípios bíblicos, e não princípios bombásticos e polêmicos de Jeremiah Wright."
Em outro discurso, em uma associação em defesa dos direitos de negros, Wright reconheceu que provocou polêmica na campanha de Obama nas últimas semanas.

"Eu não sou um político", afirmou. "Sei que esse fato vai surpreender muitos de vocês, porque muitas das grandes corporações de mídia fizeram parecer que eu anunciei que estou concorrendo ao Salão Oval (da Casa Branca)."
Wright sugeriu que está sendo alvo de críticas como forma de constranger a ele e a Obama.

"Nós simplesmente fazemos as coisas de uma forma diferente, e alguns dos nossos inimigos não conseguem aceitar isso", disse o reverendo. "Eu venho de uma tradição religiosa em que gritamos nos santuários e marchamos nos piquetes."
Antes de se aposentar da Trinity United Church of Christ, em Chicago, Wright celebrou o casamento de Obama e batizou as suas filias. Obama tem dito que sempre procurou o pastor para receber orientações espirituais, e não políticas.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG