Passeata gay na RepúblicaTcheca termina em choque com neonazistas

Praga - A primeira passeata de homossexuais na República Tcheca, a Queer Parade, da qual participaram centenas de pessoas, terminou hoje em Brno com um enfrentamento com um grupo de neonazistas, que atacaram os participantes com bombas de gás lacrimogêneo.

EFE |

O centro da cidade de Brno, segunda maior cidade tcheca, foi testemunha do caos e operações policiais no espaço de uma hora, e cerca de 20 pessoas que foram atingidas pelos gases tiveram que ser atendidas pelos serviços de emergência.

Aproximadamente 15 pessoas contrárias à manifestação dos homossexuais foram detidas pela Polícia por atentar contra a ordem pública e outros delitos.

A manifestação quase foi cancelada, pois, pouco antes do começo, alguém lançou nos participantes um objeto explosivo, embora ainda se desconheça o autor do crime, segundo a Polícia.

Os vereadores da Prefeitura de Brno proibiram esta semana uma manifestação paralela contra o coletivo gay.

Na República Tcheca, os homossexuais podem se unir no civil desde o ano passado, mas são proibidos de adotar crianças.

    Leia tudo sobre: parada gay

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG