Nouri pelas Filipinas deixa pelo menos sete mortos - Mundo - iG" /

Passagem do tufão Nouri pelas Filipinas deixa pelo menos sete mortos

(atualiza o número de vítimas e acrescenta informações) Manila, 20 ago (EFE).- A passagem do tufão Nouri pelas Filipinas deixou um saldo de pelo menos sete mortos, incluídos três irmãos de um a dez anos.

EFE |

O fenômeno climático atravessa o país causando chuvas muito fortes e ventos sustentados de 140 km/h.

O Conselho Coordenador de Desastres filipino afirmou que, além disso, há um desaparecido, um ferido e cerca de 5 mil evacuados que perderam seus lares, indicam informações provisórias, Os irmãos Marc Anthony, Leste e Alvin Somera, de um, três e dez anos de idade, respectivamente, morreram após serem soterrados por uma avalancha de terra em sua casa no povoado de Itogon, que fica a cerca de 220 quilômetros de Manila.

Já Petra Kadatar, de 72 anos, morreu quando parte de sua casa desmoronou na cidade de Baguio.

Outros deslizamentos de terra mataram Arnold Atiww, de 37 anos, em Buguias e Hilario Badugan, de 77 anos, em Sudipan.

Além disso, a jovem Camille Rasalan, de 12 anos, acabou sendo morta por uma árvore que foi caiu em decorrência da força dos ventos na localidade de Peñarrubia.

A tempestade causou inúmeras inundações - em algumas áreas o nível de água superou um metro de altura -, interdições de estradas, a suspensão de alguns vôos nacionais e a interrupção temporária dos serviços de eletricidade e telefone nas áreas mais atingidas.

As autoridades lançaram o alerta na região norte do país e suspenderam hoje as aulas nas regiões nas quais se esperava um impacto maior do tufão, como Manila.

O Serviço Nacional de Meteorologia afirmou em seu último boletim de hoje que "Nouri" avança em direção oeste-noroeste a uma velocidade de 15 km/h e perdeu um pouco de força.

O tufão segue rumo a Hong Kong e se prevê que na sexta-feira esteja a cerca de 220 quilômetros desta localidade.

Cerca de 500 pessoas morreram em junho no sudeste das Filipinas nas inundações produzidas pelas chuvas causadas pelo "Fengshen".

Os furacões são comuns nas Filipinas durante a estação chuvosa, que acontece geralmente entre junho e novembro. EFE jgb/fal

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG