Miami, 22 ago (EFE) - Três pessoas morreram em acidentes de trânsito e outras duas afogadas na Flórida (Estados Unidos) devido às fortes chuvas da tempestade tropical Fay em seu caminho para o noroeste do estado, informaram as autoridades. As chuvas intensas causadas pela tempestade Fay, que pela terceira vez tocou terra no estado, deixaram dois mortos no condado de Duval, no litoral nordeste da Flórida, em dois acidentes de trânsito. Uma das vítimas morreu na quarta-feira após o veículo no qual estava derrapar, por causa do chão escorregadio, e se chocar contra outro carro. Outra mulher morreu na quinta-feira, no mesmo condado, ao perder o controle do caminhão quando fazia uma curva de uma estrada afetada pelas fortes chuvas. No condado de Indian River, também na costa leste, uma mulher morreu depois que o carro no qual estava bateu contra o poste de um sinal de trânsito. Outros dois jovens morreram afogados na quinta-feira enquanto surfavam, um no condado Duval e outro no de Volusia. O presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, declarou na quinta-feira o estado de emergência na Flórida, o que libera fundos federais para os trabalhos de reconstrução, remoção de escombros e limpeza das áreas afetadas pela passagem da tempestade tropical.

O olho de "Fay" se encontrava às 15h (em Brasília) de hoje perto da latitude 29,7 graus norte e da longitude 82,9 graus oeste, 70 quilômetros ao nor-nordeste de Cedar Key, segundo o Centro Nacional de Furacões (NHC, em inglês) dos Estados Unidos.

O sistema se desloca a uma velocidade de translação de 6 km/h e espera-se que mantenha esta trajetória durante as próximas 36 horas.

Os meteorologistas vaticinaram que o olho da tempestade "continuará cruzando hoje o norte da península para depois se movimentar perto ou sobre Panhandle amanhã".

Os ventos máximos sustentados são de 75 km/h, com rajadas mais fortes, e se esperam poucas mudanças em sua intensidade durante as próximas 24 horas.

Além das fortes chuvas, o maior perigo atual de "Fay" se centra nos tornados que podem se produzir hoje no nordeste da Flórida e no sul da Geórgia e da Carolina do Sul.

Os especialistas advertem de que o sistema poderia gerar inundações ao longo da costa leste da península, no estado da Geórgia e na costa do golfo da Flórida.

"Fay" poderia causar também fortes precipitações no norte da Flórida e no sul do estado da Geórgia e no sudeste do Alabama.

Durante a atual temporada atlântica, que começou em 1º de junho e conclui em 30 de novembro, foram formadas seis tempestades tropicais: "Arthur", "Bertha", "Cristobal", "Dolly", "Edouard" e "Fay", das quais a segunda e a quarta se transformaram em furacões.

A Administração Nacional de Oceanos e Atmosfera (NOAA, em inglês) informou em sua previsão atualizada de agosto que a temporada atlântica registrará uma maior atividade este ano, com a formação de entre 14 e 18 tempestades tropicais, das quais entre sete e dez poderiam se transformar em furacões. EFE emi/db

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.