Passagem de Rafah será aberta somente para casos humanitários

Cairo, 6 fev (EFE).- As autoridades egípcias ordenaram hoje o fechamento da passagem fronteiriça de Rafah, entre Egito e a Faixa de Gaza, que a partir de agora só será aberta para casos humanitários.

EFE |

O chefe do centro de imprensa do Governo egípcio em Al-Arish, localidade próxima a Gaza, Musad Badawi, disse à Agência Efe que a passagem foi fechada esta manhã para pouco depois ser reaberta durante hora.

Depois desse período, no qual ninguém cruzou em nenhum sentido, o posto voltou a ser fechado, indicou Badawi.

A passagem de Rafah foi fechada pouco depois de o grupo islamita Hamas assumir o controle da Faixa de Gaza, em junho de 2007, após expulsar as forças leais ao presidente da Autoridade Nacional Palestina (ANP), Mahmoud Abbas.

Há um ano, membros do Hamas derrubaram parte da fronteira, o que permitiu a passagem de dezenas de milhares de palestinos ao Egito na busca de mantimentos e bens de primeira necessidade por causa do bloqueio israelense à Faixa.

Desde então, só foi aberta em algumas ocasiões, a última motivada pela ofensiva israelense sobre Gaza, entre 27 de dezembro e 18 de janeiro, que deixou cerca de 1.400 mortos e 5.500 feridos. EFE nq/mh

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG