Passageiros e tripulantes de avião sudanês seqüestrado são libertados

CARTUM - Todos os passageiros e tripulantes do avião sudanês seqüestrado nesta terça-feira à noite e desviado para a cidade líbia de Kafra foram libertados, informaram fontes da aviação civil do Sudão.

Redação com agências internacionais |

"São dois seqüestradores e continuamos negociando com eles. Os membros da tripulação permanecem dentro da aeronave", acrescentou a fonte. "Eles aceitaram libertar as famílias a nosso pedido".

O avião, um Boeing 737 propriedade da companhia sudanesa "Sun Air" que transportava 95 pessoas, foi obrigado a aterrissar em Kufra pelos seqüestradores, que usam armas brancas.

As negociações para a libertação começaram ontem à noite, com a mediação do piloto da aeronave, segundo autoridades da aviação civil de Cartum.

As mesmas fontes disseram que, se os seqüestradores se entregarem às autoridades líbias, serão extraditados ao Sudão.

Em um primeiro momento, o piloto informou à torre de controle do aeroporto de Kafra que havia dez seqüestradores a bordo do avião, mas mais tarde assegurou que o número podia ser maior, segundo a imprensa local.

De acordo com o piloto, os seqüestradores afirmaram que pertencem ao Movimento de Libertação do Sudão (MLS).


Mapa da Líbia

Outras tentativas de seqüestro

Em março de 2007, um cidadão sudanês tentou seqüestrar um avião de passageiros sudanês com 201 passageiros e 11 membros da tripulação, e que cobria uma rota entre Trípoli e Cartum.

O seqüestrador, identificado como Said Majluf, que estava armado com uma faca, ordenou ao piloto que desviasse de sua rota e aterrissasse em Bangui, capital da República Centro-Africana.

Leia mais sobre seqüestro de avião

* Com AP, EFE e AFP

    Leia tudo sobre: seqüestro

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG