Passageiro ataca e decapita pessoa dentro de ônibus no Canadá

TORONTO - O passageiro de um ônibus da companhia Greyhound morreu no começo da manhã quando outra pessoa que estava no veículo o atacou com uma faca e o decapitou na frente de mais de 35 pessoas que estavam no carro.

EFE |

O incidente aconteceu no início de hoje na província de Manitoba, no centro do Canadá, por razões ainda desconhecidas.

A polícia canadense, por enquanto, só reconheceu que aconteceu "um grave incidente" em um ônibus.


Polícia cerca ônibus após crime no Canadá / Reprodução CNN

No entanto, uma testemunha do ataque, Garnet Caton, disse à televisão pública canadense "CBC" que um passageiro que estava atrás de sua cadeira começou a atacar o companheiro de banco repentinamente com uma faca "do tipo de Rambo".

Caton disse que o atacante tinha entrado no ônibus uma hora antes e que se tinha comportado de forma absolutamente normal.

Após uma breve parada para que os passageiros pudessem descansar, o atacante se sentou na parte de trás do ônibus, "junto com um passageiro que estava dormindo, escutando música".

"De repente, ouvi um grito. Quando virei, vi o atacante de pé com uma faca de sobrevivência, apunhalando o outro passageiro 50 ou 60 vezes. Corri para o motorista e disse que parasse o ônibus, que alguém estava esfaqueando um passageiro", disse Caton.

"Todo mundo desceu, enquanto o atacante, com toda a calma do mundo, cortava a vítima", acrescentou a testemunha.

Segundo Caton, quando o motorista do ônibus, um caminhoneiro que parou para ajudar e ele mesmo entraram de novo no veículo para ver o que estava acontecendo, o atacante estava "cortando tranquilamente a vítima. Quase o tinha decapitado, e estava estripando" o passageiro.

Nesse momento, o atacante tentou sair do ônibus, mas o motorista conseguiu fechar a porta e manter o agressor dentro, enquanto outros passageiros vigiavam a porta do veículo.

Quando a polícia chegou, 10 minutos depois, o atacante "caminhou tranquilamente com a cabeça da vítima" e a mostrou aos agentes.

"O atacante estava tão tranqüilo. Era como se estivesse na praia, sem mostrar ira ou gritar. Era como um robô", disse Caton.

O ataque aconteceu na estrada TransCanada, que percorre o país de leste a oeste, cerca de 85 quilômetros ao oeste da cidade de Winnipeg.

Leia mais sobre Canadá

    Leia tudo sobre: canadá

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG