Partidos políticos panamenhos definem fórmulas presidenciais e alianças

Panamá, 11 jan (EFE).- Os partidos políticos panamenhos definiram hoje suas fórmulas para as eleições presidenciais e as alianças com as quais vão às urnas no dia 3 de maio para disputar o favor de dois milhões de eleitores.

EFE |

O Partido Revolucionário Democrático (PRD), no poder, apresentou e ratificou a relação presidencial integrada pela ex-ministra de Habitação Balbina Herrera e o prefeito da capital Juan Carlos Navarro, em sua convenção realizada na cidade de Penonomé, a cerca de 200 quilômetros a oeste da capital.

Balbina, que nas eleições internas do PRD de setembro do ano passado derrotou por pouca margem Navarro na nomeação presidencial, disse que o escolheu como seu candidato a vice-presidente "pela unidade do partido".

Ela ressaltou que o PRD "nunca tinha tido primárias tão intensas em sua história e ali, o partido considerado autoritário, saído dos quartéis militares, se transforma em exemplo do partido da democracia interna", em referência a esse coletivo ter sido fundado em 1979 pelo general Omar Torrijos.

Torrijos, morto em 1981, liderou um golpe militar que derrubou em 1968 o presidente Arnulfo Arias e estabeleceu um regime que se prolongou até o dia 20 de dezembro de 1989, quando uma invasão militar americana derrubou o então ditador, o general Manuel Antonio Noriega, preso nos EUA por narcotráfico.

Balbina foi colaboradora de Noriega e Navarro dos opositores ao regime militar naqueles anos.

Navarro, em declarações ao canal 2 da televisão local disse que, para ele "é uma honra verdadeira acompanhar Balbina". "Vou fazer tudo quanto esteja a meu alcance para levar ao PRD para apresentar as melhores idéias, o melhor plano de Governo e apoiar Balbina para ganhar estas eleições". EFE lbb/ma

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG