Partidos nepaleses negociam ministérios após eleição de premiê

Katmandu, 16 ago (EFE).- Os três partidos que se aliaram para formar o novo Governo no Nepal negociam hoje a divisão do Executivo, um dia depois de o líder dos maoístas, Pushpa Dahal, conhecido como Prachanda, ter sido eleito primeiro-ministro na Assembléia Constituinte do país.

EFE |

Até o momento, os maoístas e seus aliados, o Partido Leninista e o Fórum Madheshi, decidiram que os primeiros, majoritários na Assembléia, ficarão com as pastas da Defesa e das Finanças.

Já os leninistas assumirão os ministérios do Interior e do Turismo, ao passo que o Fórum Madheshi, principal representante da etnia de origem hindu que habita o sul plano do país, ficará com a pasta de Educação.

O único desentendimento nas negociações aconteceu na hora de definir quem ficaria com o Ministério de Assuntos Exteriores, que está sendo disputado pelos leninistas e pelo Fórum Madheshi.

Um líder do partido do sul do Nepal chegou a dizer que, se não tiver uma boa posição no Governo, seus correligionários se recusarão a integrá-lo.

No momento, a Executiva nacional dos maoístas está reunida para analisar a situação e a formação do novo Executivo. EFE ms/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG