Bagdá, 25 fev (EFE).- A Frente do Diálogo Nacional (FDN), de orientação sunita, voltou atrás na decisão de boicotar as eleições parlamentares do Iraque, que acontecem em 7 de março, apesar de o líder da legenda ter sido afastado da disputa por vínculos com o partido Baath, ao qual pertencia Saddam Hussein.

O porta-voz da FDN, Haider al-Mulla, informou que a decisão foi tomada após intensas conversas internas.

O FDN tinha decidido não participar da eleição depois que, em 13 de fevereiro, a Comissão de Justiça e Transparência excluiu o líder do partido, Saleh al-Mutlak, e outras 144 pessoas das listas eleitorais.

Nesta quinta-feira, o porta-voz do FDN declarou à agência "Babiliya News" que "nessas reuniões as partes chegaram a um consenso e foi decidida a participação (da legenda) nas eleições".

O FDN disputará o pleito como integrante da coalizão independente Lista Iraquiana, liderada pelo ex-primeiro-ministro xiita Iyad Allawi. EFE am/sc

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.