Partido Republicano diz que McCain melhorará relação comercial com A.Latina

México, 30 out (EFE).- O candidato republicano à Casa Branca, John McCain, vai melhorar a relação comercial dos Estados Unidos com a América latina caso chegue à Presidência, disse hoje no México Larry Rubin, representante na região do Partido Republicano.

EFE |

"Depois de 5 de novembro, John McCain será um presidente eleito" e "imediatamente começará a trabalhar" em prol dos temas de sua agenda, "entre eles um acordo migratório e a melhoria das relações comerciais com a América Latina", declarou o ex-diretor da Câmara Americana de Comércio no México em uma entrevista coletiva.

Como senador, McCain fez uma proposta para um acordo migratório e foi um Congresso democrata que a rejeitou, acrescentou Rubin.

Outro dos temas prioritários no programa do candidato republicano, disse Rubin, é o impulso do comércio com a região latino-americana.

"Uma mostra disso é que (McCain) é a favor da aprovação, o mais rápido possível, do acordo comercial com a Colômbia", afirmou o correligionário do candidato republicano, que, na entrevista, criticou o postulante democrata à Casa Branca, Barack Obama, por sua política de tendência "protecionista".

Rubin admitiu que, a cinco dias das eleições presidenciais, Obama mantém uma boa margem de vantagem nas pesquisas. Porém, disse que isso pode mudar, pois "nada está escrito, tudo pode mudar e ser revertido".

"McCain sempre acreditou na mudança e é disso que os Estados Unidos precisam agora. É no que apostam todos os seus cidadãos, que sabem que (o país) precisa de um presidente como ele, que possa fazer uma sinergia com a oposição, reconstruir o país e fortalecê-lo ", declarou Rubin.

O republicano também minimizou uma sondagem do Instituto Gallup, que revelou que os latino-americanos preferem Obama a McCain.

"É apenas uma pesquisa", disse Rubin a respeito. EFE ea/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG