Partido obriga presidente da África do Sul a renunciar

Johanesburgo, 20 set (EFE) - O Congresso Nacional Africano (CNA), partido governante na África do Sul, pediu hoje ao presidente do país, Thabo Mbeki, que deixe o cargo, após acusá-lo de participar de uma suposta conspiração política para impulsionar o processo por corrupção do líder da legenda, Jacob Zuma.

EFE |

Em entrevista coletiva em Johanesburgo, o secretário-geral do CNA, Gwede Mantashe, disse que o Comitê Executivo Nacional tinha decidido pedir a Mbeki que renuncie "antes do fim de seu mandato", mo próximo ano, uma situação inédita na África do Sul desde o final do "apartheid", em 1994. EFE hc/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG