Partido governista tenta cessar construção de mesquitas na Itália

Roma, 3 dez (EFE).- O partido Liga Norte (LN), que faz parte da coalizão que governa a Itália, anunciou hoje que apresentará perante o Parlamento o pedido de interrupção das construção de mesquitas e centros islâmicos em território italiano.

EFE |

O pedido aconteceu no dia seguinte à detenção em Milão de dois marroquinos que estariam planejavam atentados no norte da Itália e que realizavam atividades extremista nas mesquitas da região.

"Pedimos a interrupção por tempo indeterminado da construção de novas mesquitas e centros culturais islâmicos até que o Parlamento não aprove uma lei que regulamente a edificação de locais de culto", afirmou em nota o porta-voz do partido na Câmara dos Deputados, Roberto Cota.

Na proposta que a Liga Norte apresentará, segundo antecipou Cota, é determinado que a construção de mesquitas só poderá ser feita "se antes for aprovada por um referendo entre cidadãos da região onde se pretende ser edificadas", assim como "devem estar a pelo menos um quilômetro de distância de igrejas ou sinagogas".

O ministro do Interior italiano e também membro da Liga Norte, Roberto Maroni, disse que o Parlamento "tem o dever de avaliar essa proposta sem preconceitos". EFE ccg/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG