Partido governista do Japão escolhe Taro Aso para ser primeiro-ministro

TÓQUIO - O principal partido do governo japonês escolheu Taro Aso, um defensor dos cortes de impostos e gastos para incentivar o crescimento da economia, para se tornar o próximo primeiro-ministro do Japão, nesta segunda-feira, de olho nas eleições esperada para os próximos meses.

Redação com agências internacionais |

Aso, que tem a vitória praticamente certa numa eleição parlamentar marcada para quarta-feira, uma vez que o LDP tem maioria dos votos na câmara baixa, deve convocar uma eleição urgente para o gabinete.

O próximo líder do PLD se transformará no substituto de Fukuda, pelo que o próximo primeiro-ministro do Japão será o terceiro consecutivo, em apenas dois anos, a não ser eleito através das urnas.

Fukuda foi precedido por Shinzo Abe, que também renunciou de forma surpreendente após apenas um ano de mandato, da mesma forma que o ex-chefe de governo.

Desafio econômico

Aso recebeu 351 dos 527 votos de parlamentares e militantes do partido, segundo o chefe eleitoral do PLD, Hideo Usui.

O ministro de política Econômica e Fiscal, Kaory Yosano, chegou em segundo lugar, com apenas 66 votos. A ex-ministra da defesa Yuriko Koike, que queria se tornar a primeira mulher premiê do Japão, teve 46 votos, em terceiro lugar.

Ao ser eleito, Aso pediu unidade entre os cinco candidatos pela liderança do PLD. Acredita-se que alguns de seus rivais na eleição do partido possam ocupar cargos no novo governo.

Um dos desafios do governo do Japão é fazer a economia voltar a crescer vigorosamente.

O experiente político promete aumentar o gasto público para estimular a economia, sobretudo em áreas rurais, onde o PLD é tradicionalmente forte.

"Os Estados Unidos estão passando por uma crise financeira... nós não podemos deixar isso nos derrubar junto", disse Aso recentemente em um comício.

D urante a campanha, no entanto, ele foi acusado por Yosano de pôr em risco os interesses de longo prazo do país com altos gastos.  No domingo, o Partido Democrático do Japão, de oposição, reelegeu Ichiro Ozawa como líder da sigla.

Leia mais sobre: Japão

    Leia tudo sobre: japão

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG