Partido FMLN conquista maioria na Assembleia Legislativa de El Salvador

San Salvador, 24 jan (EFE).- A esquerdista Frente Farabundo Martí para a Libertação Nacional (FMLN) ganhou o maior número de deputados na Assembleia Legislativa nas eleições de 18 de janeiro em El Salvador, mas o Congresso continuará dominado pela direita, informou hoje o Tribunal Supremo Eleitoral (TSE).

EFE |

A Corte divulgou este sábado os resultados finais das eleições legislativas e municipais de domingo, com os quais a FMLN se torna a maior legenda do país, com 35 dos 84 deputados da Assembleia Legislativa.

Além disso, a FMLN conquistou 95 Prefeituras, 21 delas em coalizão com outros partidos, com que superou as atuais 57.

Já a governista Aliança Republicana Nacionalista (Arena, direita) obteve 32 assentos da Assembleia Legislativa e 120 Governos municipais, incluindo o de San Salvador.

Apesar de a FMLN ter conseguido três assentos a mais no Congresso, este seguirá dominado pelos partidos de direita.

Isso porque os resultados divulgados pelo TSE confirmaram 11 cadeiras para o Partido de Conciliação Nacional (PCN) e 5 para o Partido Democrata Cristão (PDC), com os quais a Arena negociou em legislaturas anteriores.

O social-democrata Mudança Democrática (CD) obteve só um deputado, enquanto a Frente Democrática Revolucionária (FDR, cisão do FMLN) não conquistou nenhum.

De acordo com os dados oficiais, os deputados de Arena e PCN alcançam a maioria simples de 43 votos exigida para a aprovação de quase todos os decretos no país.

No entanto, a FMLN continuará tendo a chave da maioria qualificada de 56 votos requerida para a aprovação de empréstimos do exterior e convênios internacionais. EFE chm/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG