Partido esloveno exige plebiscito sobre entrada da Croácia na Otan

Zagreb, 18 fev (EFE).- O nanico Partido do Povo Esloveno (SSN) insistiu hoje em convocar um plebiscito sobre a entrada da vizinha Croácia na Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), o que atrasará em pelo menos 35 dias a eventual aprovação de Liubliana a este processo.

EFE |

A Eslovênia, que, em dezembro, bloqueou o avanço da Croácia nas negociações de acesso na União Europeia (UE), é o único país-membro da Aliança Atlântica que não aprovou a integração da Croácia na organização.

Espera-se que a Croácia e a Albânia sejam admitidas na Otan na Cúpula de Chefes de Estado e Governo da Aliança Atlântica convocada para 3 e 4 de abril em Estrasburgo, França.

Mas, para isso, é necessário que a Eslovênia envie a Washington o protocolo sobre a ratificação da entrada da Croácia na Otan antes de 2 de abril.

Na semana passada, o Parlamento esloveno já tinha ratificado o protocolo de entrada da Croácia na Otan. Apesar disso, o documento pode ser rejeitado em plebiscito, que será convocado caso o partido nanico consiga reunir 40 mil assinaturas para sua realização. EFE vb/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG