Partido do premiê Gordon Brown sofre derrota na Grã-Bretanha

Por Michael Holden e Paul Majendie LONDRES (Reuters) - O Partido Trabalhista, que governa a Grã-Bretanha, sofreu sua maior derrota em 40 anos na sexta-feira, prejudicando o primeiro-ministro Gordon Brown em seu primeiro teste nas urnas desde que substituiu Tony Blair no poder.

Reuters |

Brown, que enfrenta uma crise econômica global um racha no partido, agora também tem pela frente o fortalecimento dos Conservadores nas próximas eleições parlamentares, que ocorrerão, o mais tardar, em 2010.

'Se a crise econômica continuar até 2010, Brown está em risco', disse à Reuters Robert Worcester, do instituto de pesquisas Mori.

Com dois terços dos resultados contados nos conselhos locais na Inglaterra e no País de Gales, a BBC estima que os Conservadores conseguiram 44 por cento e o Partido Trabalhista, apenas 24 por cento, um ponto atrás dos Democratas.

Depois de ouvir o veredicto decepcionante, Brown disse: 'Para mim, é óbvio que esta noite foi decepcionante, de fato uma noite ruim para os trabalhistas'.

'Meu trabalho é ouvir e liderar e é isso que eu vou fazer', disse ele a repórteres depois da derrota eleitoral.

Antes de assumir como premiê, em junho do ano passado, Brown foi ministro das Finanças por dez anos. Em abril, os preços dos imóveis britânicos sofreram a pior queda em 15 anos.

Os conservadores já foram dominantes, à época de Margareth Tatcher e Winston Churchill. Seu líder, David Cameron, disse: 'Acho que este é um momento muito importante para o partido Conservador, mas não quero que ninguém pense que merecemos ganhar as eleições somente porque o governo falhou.'

(Reportagem adicional de Jodie Ginsberg)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG