Partido de ultradireita fracassa na Grã-Bretanha

Partido de ultradireita e contra imigração não elegeu deputados nas eleições de quinta-feira

EFE |

O ultradireitista e xenófobo Partido Nacional Britânico (BNP), do eurodeputado Nick Griffin, fechou as eleições desta quinta-feira no Reino Unido com um grande fracasso. Apesar dos mais de 300 candidatos que apresentou em todo o Reino Unido, o BNP não conseguiu colocar um único deputado no Parlamento.

AP
Partido liderado por Nick Griffin não conseguiu eleger deputados
Após um ano de maior exposição na mídia pela presença de Griffin e de seu correligionário Andrew Borns no Parlamento Europeu, o BNP só conseguiu aumentar seu apoio em 1,8%, para pouco mais de um milhão de eleitores.

Griffin, de 51 anos, que era candidato pela circunscrição de Barking, leste de Londres, foi derrotado amplamente pela trabalhista Margaret Hodge.

A participação de Griffin, em outubro passado, em um debate político na "BBC", gerou fortes protestos contra o canal de TV, que defendeu o direito do partido de expressar seus pontos de vista.

Entre os fatores que podem ter contribuído para o fracasso de Griffin estão a aversão tradicional do povo britânico a extremismos e as propostas de limite à imigração já contida nas pautas de trabalhistas e conservadores.

Eleição na Grã-Bretanha

O sistema eleitoral britânico favorece o bipartidarismo, com o Partido Trabalhista e o Partido Conservador (que esteve no poder entre 1979 e 1997, com Margaret Thatcher e John Major) figurando como as principais agremiações.

O Partido Liberal-Democrata aparece como a terceira força, com uma votação histórica bastante inferior à dos trabalhistas e dos conservadores.

O partido que consegue eleger o maior número de deputados no Parlamento com 650 cadeiras tem o direito de formar o novo governo, com o líder do partido como primeiro-ministro. Mais de 44 milhões de pessoas estavam registradas para votar, mas o voto não é obrigatório.

O pleito deve eleger parlamentares e representantes distritais em 164 áreas em toda a Grã-Bretanha. No total, há quase 4.150 candidatos nestas eleições.

* Com EFE

    Leia tudo sobre: Grã-Bretanhaeleições

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG