Partido de Putin deve perder cadeiras no Parlamento, diz pesquisa

Rússia Unida ainda deve vencer votação de dezembro; Câmara Baixa anuncia que eleição presidencial ocorrerá em 4 de março de 2012

iG São Paulo |

AP
Putin anuncia candidatura à presidência (24/09)
O partido Rússia Unida, do primeiro-ministro russo Vladimir Putin, deve perder cadeiras no Parlamento na eleição de 4 de dezembro, segundo pesquisa divulgada nesta sexta-feira pelo Centro Levada.

De acordo com o levantamento, o Rússia Unida deve eleger 252 ou 253 dos 450 deputados, número aquém da bancada atual de 315.

Pela pesquisa, o Partido Comunista formará a segunda maior bancada, com 94 deputados, à frente do nacionalista LDPR, com 59, e do Só Rússia, com 44.

Segundo o diretor do instituto, Lev Gudkov, o eleitorado admite o domínio do Rússia Unida no cenário político, mas o considera sem propostas. "O Rússia Unida está realizando uma campanha eleitoral bastante fraca", disse Gudkov em Moscou. "Ele realmente não tem programa."

Leia também: Qual Putin vai assumir a presidência da Rússia?

Nesta sexta-feira, a Câmara Baixa do Parlamento aprovou uma medida que definiu a data da próxima eleição presidencial do país: 4 de março de 2012.

Putin será o candidato do Rússia Unida e sua vitória é praticamente certa, segundo analistas. "Ele vai ganhar facilmente no primeiro turno porque o campo político está administrado e os adversários foram postos de lado", disse Gudkov.

Putin foi presidente da Rússia entre 2000 e 2008, quando o limite de mandato previsto pela Constituição o forçou a deixar o cargo.

Como premiê, manteve-se em evidência e ofuscou Dmitri Medvedev, escolhido por ele como sucessor na presidência.

Ao ser lançar candidato às próximas eleições, Putin sugeriu uma troca de cargos com Medvedev, que então assumiria como primeiro-ministro.

Como uma mudança constitucional estendeu o mandato presidencial russo de quatro para seis anos, Putin tem a chance de ficar até 12 anos do poder caso vença a eleição de 2012 e busque a reeleição.

Com Reuters

    Leia tudo sobre: rússiaputinmedvedeveleiçãorússia unidaeleição na rússia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG