Partido de Morales denuncia assalto de sede em Santa Cruz por jovens radicais

La Paz, 4 ago (EFE).- O partido de Evo Morales, Movimento ao Socialismo (MAS), denunciou hoje que jovens autonomistas radicais assaltaram nesta segunda-feira sua sede regional de Santa Cruz de la Sierra, informou um membro do partido.

EFE |

O filiado do MAS Roger Arizaga, que no momento do suposto assalto se encontrava na sede do partido, informou à Efe que, no início da noite, 30 jovens entraram nos escritórios do partido e "roubaram material eleitoral, computadores e tudo o que encontraram pela frente".

Arizaga atribuiu o incidente, no qual foi atacado o segurança da sede do MAS, aos autonomistas pertencentes ao grupo radical da Union Juvenil Cruceñista (UJC), que tachou de "vândalos".

No entanto, o presidente da UJC, David Seja, negou as afirmações, e acusou o partido de Evo Morales de ter criado "esta montagem para se fazer de vítima, pelos erros cometidos nos últimos dias" de cara ao referendo revogatório do próximo domingo 10 de agosto.

Para Seja, com esta ação, o MAS tenta "distrair os eleitores e lavar a cara" perante a votação na qual se decidirá a continuidade ou revogação dos mandatos do presidente Evo Morales, do vice-presidente, Álvaro García Linera, e de oito dos nove governadores regionais do país. EFE lav/gs

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG