Partidários de Allende dizem que Chile aprendeu com golpe

Santiago do Chile, 11 set (EFE).- O Chile aprendeu com a amarga experiência do golpe militar de Augusto Pinochet e não repetirá a história, asseguraram hoje os companheiros e seguidores de Salvador Allende durante atos em homenagem ao presidente derrubado há 35 anos.

EFE |

Autoridades, dirigentes políticos e ativistas de direitos humanos destacaram que ao longo das duas últimas décadas o Chile recuperou e consolidou a democracia, embora lamentassem que todos os responsáveis pelos crimes da ditadura (1973-1990) ainda não tinham sido punidos.

"Os países são, em grande medida, o que os cidadãos livremente decidem lembrar", disse a presidente Michelle Bachelet ao inaugurar o Salón Blanco de La Moneda, que recria o lugar onde Allende pronunciou seu último discurso por rádio, pouco antes de se suicidar.

No lugar, que há 35 anos foi bombardeado pelos golpistas, a governante chilena, acompanhada pelas filhas do ex-presidente, a deputada socialista Isabel Allende e sua irmã María Paz, percorreu as dependências que recriam o gabinete de Allende, que a partir de hoje estarão abertas ao público.

"Este espaço se transformará em um lugar de encontro e reflexão para os chilenos (...) que aprenderão aqui a lição histórica deixada por Allende e aquele punhado de homens e mulheres leais e valentes que decidiram resistir aos enfrentamentos certos de que não se encontravam em liberdade", enfatizou Bachelet.

Primeiro, "foi necessário recuperar a democracia e depois esperar que esta se assentasse, para poder começar a restabelecer essa memória a qual se pretendia pôr fim", lembrou a presidente.

Os atos em memória de Salvador Allende começaram hoje com uma homenagem do Partido Socialista aos membros de sua guarda pessoal que, em 11 de setembro de 1973, foram detidos e executados pelos militares.

Posteriormente, Bachelet liderou uma cerimônia ecumênica em La Moneda e inaugurou as dependências restauradas onde Allende trabalhou até o dia de sua morte. EFE mf/bm/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG