Participante de reality show americano é acusado de assassinar modelo

Los Angeles (EUA.), 20 ago (EFE).

EFE |

- Um participante do reality show americano Megan Wants a Millionaire foi acusado de ter assassinado a ex-modelo da "Playboy" Jasmine Fiore, de 28 anos, informou hoje o jornal "Los Angeles Times".

Promotores do condado de Orange County apresentaram acusações contra Ryan Alexander Jenkins, um canadense suspeito de estar relacionado com a morte de Jasmine, sua ex-mulher, natural de Los Angeles.

Jasmine mudou recentemente seu sobrenome para Kinkade e se mudou para Los Angeles para começar a carreira de preparadora física.

As autoridades americanas e canadenses estão à busca do acusado, visto pela última vez na quarta-feira em Bellingham, no estado de Washington, de onde pode ter cruzado a fronteira com o Canadá.

A Polícia disse que Jenkins utilizou um barco para chegar a Point Roberts, de onde pode ter caminhado até o Canadá.

Jenkins é um dos participantes do programa Megan Wants a Millionaire, do canal "VH1", no qual entrou como um alto executivo de uma companhia imobiliária que pretendia conquistar à ex-modelo da "Playboy" Megan Hauserman.

O próprio suspeito informou sobre o desaparecimento de Jasmine no sábado, depois que os dois foram a um torneio de pôquer em San Diego.

O corpo da jovem foi encontrado no mesmo dia dentro de uma mala em uma lixeira em Buena Park, no noroeste de Orange County.

As autoridades canadenses informaram que Jenkins foi condenado previamente em duas ocasiões, por agredir uma mulher que não foi identificada e por bater em Jasmine. EFE mg/pd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG