Parlasul aprova guarani como um dos idiomas oficiais do Mercosul

Assunção, 28 abr (EFE).- O Parlamento do Mercosul (Parlasul) aprovou hoje que o guarani seja um dos idiomas oficiais do bloco formado por Brasil, Argentina, Paraguai e Uruguai, durante a 17ª Sessão Plenária do mecanismo de integração, realizada em Assunção.

EFE |

"Consideramos que a aprovação do guarani como língua oficial do Mercosul é, fundamentalmente, um ato de justiça histórica e de igualdade social e cultural na região", disse à Agência Efe o deputado paraguaio Héctor Lacognata, que promoveu a iniciativa.

Ele explicou que o projeto, aprovado por unanimidade, será enviado ao Conselho do Mercado Comum (CMC), principal órgão executivo do bloco, que decidirá na cúpula de chefes de Estado que será realizada em Assunção em julho se a proposta será implementada ou rejeitada.

"Dois dos países que formam o Mercosul, Paraguai e Uruguai, conservam seus nomes nativos" e "no Brasil e na Argentina a toponimia em guarani é bastante abundante e zelosamente cuidada pela tradição destes países".

"Além disso, nos quatro países existem grandes assentamentos de comunidades nativas guarani, donos originais desta cultura e desta língua que, atualmente, nos ocupa", afirmou o parlamentar.

O Parlasul concluiu hoje, na sede do Congresso paraguaio, a 4ª Sessão Especial e a 17ª Sessão Plenária, com a palestra do presidente do Paraguai, o ex-bispo Fernando Lugo.

Lugo disse que o Mercosul deve avançar em direção a um "Parlamento com legítima representação" de todos os setores dos países-membros, que reflita "um pluralismo ideológico e político" e também "sua diversidade cultural". EFE rg/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG