Parlamento venezuelano se solidariza com China no caso do Tibete

Caracas, 15 abr (EFE).- A Assembléia Nacional (AN) da Venezuela aprovou nesta terça-feira um acordo de solidariedade para com o Governo da China em relação à manipulação midiática do caso no Tibete por parte de laboratórios de guerra psicológica dos Estados Unidos.

EFE |

No acordo, o Parlamento unicameral rejeita "a estimulação midiática feita pelo império americano ao Governo e ao povo chineses, a apenas cinco meses da abertura dos Jogos Olímpicos de Pequim".

O documento aprovado pela AN, de 167 membros, todos favoráveis ao Governo do presidente Hugo Chávez, foi apresentado pelo presidente da Comissão de Política Externa, o deputado Saúl Ortega, informou a estatal "Agencia Bolivariana de Noticias" ("ABN").

Ortega indica que "a manipulação midiática em relação às manifestações de grupos violentos na região autônoma do Tibete é um ingrediente da fórmula que os laboratórios de guerra psicológica dos Estados Unidos aplicam permanentemente".

Chávez reafirmou repetidamente seu "apoio e solidariedade" para com a China diante do suposto "plano imperial" dos EUA para prejudicar os Jogos Olímpicos de Pequim. EFE gf/mac/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG