O Parlamento da Ucrânia aprovou nesta quinta-feira a nomeação como primeiro-ministro de Mykola Azarov, ex-ministro das Finanças e fiel colaborador do novo presidente Viktor Yanukovich. Ele substituirá Yulia Timoshenko à frente do governo.

A favor de Azarov, candidato da coalizão governista Estabilidade e Reformas, votaram 242 deputados, 16 a mais que o necessário.

Azarov, 62 anos, considerado um burocrata com um estilo de gestão rígido, é colaborador de Yanuckovich há muitos anos.


Yanuckovich (direita) aplaude Azarov (esquerda) após nomeação / AP

Ex-diretor da Receita e ex-ministro das Finanças, Azarov substitui Yulia Timoshenko, que perdeu a eleição presidencial e teve o governo dissolvido na semana passada pelo Parlamento.

Em um discurso aos deputados antes da votação, Azarov reconheceu que o trabalho não será fácil. "O país está saqueado, os cofres públicos estão vazios, a recessão econômica continua", lamentou. "A dívida do Estado triplicou e o orçamento de 2010 é inexistente", completou, antes de prometer a estabilização do país.

Os deputados também aprovaram o nome do atual embaixador do país na Rúsia, o pró-ocidente Kostiantin Gryschenko, como chefe da diplomacia do país, posto que já ocupou de 2003 a 2005.

Leia mais sobre Ucrânia

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.