Parlamento tailandês vai eleger novo premier na próxima semana

O Parlamento da Tailândia vai eleger na próxima semana o novo primeiro-ministro do país, depois da decisão de terça-feira da Corte Constitucional de dissolver o partido governista por fraude eleitoral.

AFP |

O premier interino, Chavarat Charnivarakul, prometeu que não dissolverá o Parlamento, apesar da decisão da Corte Constitucional de cassar os direitos políticos por cinco anos do primeiro-ministro Somchai Wongsawat e acabar com o Partido do Poder do Povo (PPP).

"Não sei quem será o próximo primeiro-ministro, mas espero que sejamos capazes de designá-lo em 8 ou 9 de dezembro, durante a sessão extraordinária do Parlamento", disse Chavarat à imprensa.

"Já tive conversas preliminares a respeito com o presidente da Câmara e ele me disse que a votação poderá acontecer durante a sessão da próxima semana", acrescentou.

Manifestantes antigovernamentais desocuparam nesta quarta-feira os aeroportos de Bangcoc que bloqueavam desde 25 de novembro, mas já advertiram que voltarão se o novo chefe de Governo estiver vinculado ao ex-premier Thaksin Shinawatra, derrubado por um golpe de Estado e atualmente no exílio.

Thaksin, afastado do poder por um golpe militar em 2006, é cunhado de Somchai, alvo de protestos liderados pela Aliança do Povo pela Democracia (PAD).

A Corte também ordenou a dissolução de dois partidos pequenos aliados do PPP na coalizão de governo.

Depois do veredicto da Corte, que afastou da vida política mais de 100 pessoas, a a coalizão de governo tem 59 cadeiras das 448 que formam a Câmara. O opositor Partido Democrata tem 165 representantes.

bc/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG