Parlamento somali aprova volta de premier destituído ao Governo

Nairóbi, 15 dez (EFE).- O Parlamento da Somália aprovou hoje restituir em seu cargo o primeiro-ministro do país, Nour Hassan Hussein, demitido no domingo passada pelo presidente somali, Abdullahi Yousef, , informou a televisão queniana.

EFE |

"Destituí o primeiro-ministro, Hussein, e seu Governo, e nomearei seu substituto e outro gabinete em breve, em três dias", disse ontem Yousef à imprensa.

No entanto, 143 dos 177 legisladores presentes na sessão da assembléia apoiaram Hussein.

"O presidente não pode despedir um primeiro-ministro, embora possa pedir ao Parlamento um voto de censura", ressaltou o presidente da assembléia, Sheikh Adan Mohammed Adan Mohammed.

O distanciamento entre os dois políticos começou em julho passado, quando o primeiro-ministro depôs um aliado de Yousef, o prefeito de Mogadíscio, Mohammed Omar Habeb, antigo líder militar, que foi acusado de violar os direitos das vítimas dos confrontos entre as tropas somalis e milícias fundamentalistas islâmicas.

Após dez dias de negociações pessoais em Adis-Abeba, na Etiópia, Yousef e Hussein acordaram, em 26 de agosto, pôr fim a suas diferenças que ameaçavam o frágil Governo Federal de Transição (FTG) da Somália.

A União Africana (UA) já havia pedido hoje que Hussein e Yousef trabalhassem juntos para devolver a paz ao país. EFE pa/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG