Parlamento só aceita uma das três mulheres propostas para assumir ministérios

Teerã, 3 set (EFE).- A ginecologista Marzieh Vahid Dastjerdi se tornou hoje na primeira mulher ministra nos trinta anos de história da República Islâmica no Irã ao conseguir o voto de confiança da Câmara.

EFE |

A Assembleia, no entanto, rejeitou às outras duas mulheres que aspiravam à outros ministérios, Fatemeh Arjelu, no do Bem-estar Social, e Suzanne Kashravad, no de Educação.

Alguns grandes clérigos iranianos tinham expressado suas dúvidas sobre a capacidade de gestão de mulheres e tinham pedido ao presidente, Mahmoud Ahmadinejad, repensar a decisão. EFE msh-jm/fk

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG