Parlamento reelege Kim Jong-il na Coreia do Norte

SEUL - A Coreia do Norte reelegeu Kim Jong-il como seu líder militar supremo na primeira sessão do recém-empossado parlamento nesta quinta-feira, marcando seu retorno aos holofotes enquanto o país celebra o que diz ter sido um triunfal lançamento de satélite.

Reuters |

A medida ocorreu no momento em que o Conselho de Segurança da ONU falhou em chegar a um consenso sobre como responder ao lançamento feito no domingo, visto internacionalmente como um teste disfarçado de míssil, o que levou o senador republicano John McCain a pressionar a China, aliado chave dos norte-coreanos, a endurecer com o fechado e empobrecido vizinho.

Kim, 67 anos, tem se ausentado de grandes eventos públicos após ter supostamente sofrido um derrame em agosto, o que levantou questões sobre a continuidade de seu governo linha-dura na única dinastia comunista asiática e sobre se haveria alguém preparado para sucedê-lo.

"A Primeira Sessão da 12ª Assembléia Suprema do Povo da República Democrática e Popular da Coreia elegeu o líder Kim Jong-il presidente da Comissão Nacional de Defesa", disse a agência estatal KCNA, usando o nome oficial do país.

A presidência da Comissão Nacional de Defesa representa o cargo de maior poder na Coreia do Norte, que nomeou Kim Il-sung, pai do atual líder, presidente eterno após sua morte, em 1994.

Leia mais sobre Coreia do Norte

    Leia tudo sobre: coréia do norte

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG