Parlamento peruano suspende decreto-lei contestado

O Parlamento do Peru, reunido em sessão extraordinária, suspendeu nesta quarta-feira um decreto-lei sobre a exploração florestal do nordeste amazônico, que esteve na origem de uma crise com as comunidades indígenas e dos confrontos que fizeram pelo menos 34 mortos na semana passada.

AFP |

A decisão foi aprovada por 59 votos a favor e 49 e representa uma solução intermediária voltada para abrir um canal de diálogo em meio ao conflito que começou em 9 de abril passado.

Os decretos suspensos autorizavam explorações na Amazônia, a que os indígenas resistiam.

As mortes ocorreram durante a recuperação violenta, na sexta-feira passada, de uma estrada que passava pela selva no norte do Peru, tomada por indígenas; os protestos, nas 24 horas seguintes, se agravaram com o sequestro de 38 policiais, depois resgatados.

rm/pbl/sd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG