Islamabad, 9 ago (EFE).- O Parlamento nacional do Paquistão se reunirá na próxima segunda-feira dia 11 para iniciar formalmente o processo de cassação do presidente, Pervez Musharraf, explicaram à Agência Efe porta-vozes dos partidos da coalizão governamental.

Na quinta-feira, os líderes das principais forças da coalizão, Asif Zardari, do Partido Popular (PPP), e o ex-primeiro-ministro Nawaz Sharif, da Liga Muçulmana-N (PML-N), acertaram proceder a um "impeachment" contra Musharraf, a quem acusaram de "enfraquecer o país".

"A sessão do Parlamento (que acontecerá às 17h locais, 8h de Brasília) foi convocada para iniciar o processo de cassação", se limitou a explicar à Efe Farhatullah Babar, porta-voz do PPP.

Para consumar a destituição, é preciso o voto de dois terços dos legisladores, 295, um número que os partidos da coalizão não alcançam somando suas forças.

O presidente não fez por enquanto nenhuma aparição pública para se defender, mas, segundo informações de pessoas próximas a ele, mantém a firme intenção de não se render e enfrentar o processo de destituição. EFE igb/ma

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.