Parlamento lusitano aprova acordo ortográfico da língua portuguesa

Lisboa, 16 mai (EFE).- O Parlamento de Portugal aprovou nesta sexta-feira o segundo protocolo do acordo ortográfico da língua portuguesa, destinado a unificar seu uso em todas as nações lusófonas, nas quais calcula-se que vivam cerca de 230 milhões de pessoas.

EFE |

O protocolo, apoiado pelo Partido Socialista (PS) e pelo opositor Partido Social Democrata (PSD), possibilita a adesão da República Democrática de Timor-Leste, sob a jurisdição de Lisboa quando se conseguiu o acordo para a unificação do português.

O Governo socialista já tinha aprovado, no Conselho de Ministros realizado no dia 6 de março, o segundo protocolo que modifica o acordo ortográfico inicial da língua portuguesa e que prevê um prazo de transição de seis anos para sua plena aplicação.

O texto, que foi aprovado hoje, assinala que na data em que o acordo foi assinado, em julho de 2004, não pôde entrar em vigor por não ter sido ratificado por todos os países de língua oficial portuguesa.

O protocolo estabelece sua entrada em vigor no primeiro dia do mês seguinte à data de sua ratificação por Portugal e pelos estados da Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP) que ainda não tinham aprovado o acordo.

Tal aprovação do acordo dividiu Portugal, já que um setor da sociedade entende que Lisboa com este protocolo cede aos interesses do Brasil, devido a sua extensa população, cerca de 180 milhões de habitantes.

Outros entendem que a medida contribuirá para a afirmação em nível internacional da língua portuguesa e que assim colocará um fim no uso de várias ortografias para o mesmo idioma. EFE arm/ma

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG