Parlamento iraquiano paralisado sem conseguir eleger um presidente

O Parlamento iraquiano está paralisado pelos desacordos internos que há semanas impossibilitam a eleição de seu presidente, num momento em que Washington pressiona o Iraque para empreender suas reformas políticas.

AFP |

Como vem acontecendo há quase um mês, os deputados sunitas, profundamente divididos, não conseguiram neste domingo entrar no acordo para nomear um candidato para o cargo de presidente do Parlamento.

"Há cinco candidatos e um debate dentro do Frente da Concordia iraquiana (o maior grupo sunita, com 39 deputados) para escolher a um deles, o que atrasa o ovo para o Parlamento", afirmou à AFP o xeque Jamal al-Butikh, chefe do grupo parlamentar da Lista Nacional Iraquiana (lista laica).

"Vários deputados abandonaram a sala e, pela falta de acordo, o parlamento adiou a sessão para segunda-feira", indicou.

Este vazio na presidência impede ao Parlamento centrar-se em assuntos cruciais para a reconstrução do país como o orçamento para 2009 e a lei sobre o petróleo.

O bloqueio coincide com o momento em que o vice-presidente americano, Joe Biden, declarou sexta-feira que os EUA será mais exigente com Bagdá para que empreenda suas reformas políticas.

ak/lm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG