Bagdá, 16 nov (EFE).- O Parlamento iraquiano iniciará amanhã o debate sobre a minuta do acordo de segurança que Estados Unidos e Iraque estão negociando desde março para regulamentar a presença militar estrangeira em território iraquiano, e que hoje foi aprovada pelo Conselho de Ministros.

Em entrevista coletiva, o primeiro vice-presidente do Parlamento, Khaled al-Attiyah, anunciou que "chegou um pedido oficial do Conselho de Ministros para debater sobre o acordo de segurança na Câmara".

Attiyah disse que o Parlamento seguirá seus próprios mecanismos para estudar a minuta.

Assim, amanhã, haverá a leitura do texto perante os deputados, para que conheçam a minuta, e, em seguida, começará um debate geral.

Dois dias depois, na próxima quarta-feira, a minuta será discutida em detalhes, cláusula por cláusula.

O processo terminará no próximo domingo, quando o texto fora submetido a votação.

O Conselho de Ministros iraquiano aprovou hoje a minuta do acordo de segurança que estipula que até 30 de junho de 2009 terá que haver a retirada das tropas multinacionais das cidades e povoados iraquianos, e antes de 30 de dezembro de 2011 de todo o território nacional iraquiano.

Sobre a imunidade dos soldados EUA, um dos pontos mais polêmicos do pacto, a minuta contempla que os infratores terão que responder perante a Justiça, da qual uma parte será iraquiana e outra, americana. EFE ah/an

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.