Parlamento iraniano investigará fraudes eleitorais

Teerã, 17 jun (EFE).- O Parlamento iraniano pretende começar a investigar as supostas fraudes nas eleições presidenciais iranianas de sexta-feira, denunciadas pela oposição, informou hoje a imprensa local.

EFE |

"A Assembleia tem a intenção de investigar os recentes eventos e apresentar suas conclusões ao público", afirmou hoje o porta-voz da Câmara, Mehdi Koohkan, citado pela televisão estatal "PressTv".

Desde o fim das eleições, vencidas pelo atual presidente, Mahmoud Ahmadinejad, as manifestações e os enfrentamentos entre as forças de segurança - apoiadas pela milícia islâmica Basij - e a oposição, que pede a anulação das eleições, se repetiram em todo o Irã.

"Os protestos devem ser organizadas legalmente, com uma autorização. Nos últimos três dias, as manifestações geraram caos e enfrentamentos com a Polícia, incendiando lugares e rompendo janelas", acrescentou Koohkan.

Na terça-feira, o presidente do Parlamento, Ali Larijani, afirmou que o Ministério do Interior deve dar explicações sobre os acontecimentos dos últimos dias.

Atualmente o Parlamento tem maioria conservadora, ligada o presidente Ahmadinejad. EFE jm/pd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG