Parlamento Europeu pedirá que UE estude boicote aos Jogos Olímpicos

Bruxelas, 9 abr (EFE).- O Parlamento Europeu votará amanhã uma resolução que pede aos líderes da União Européia (UE) a realização de um boicote conjunto à cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos de 2008 caso as autoridades chinesas não demonstrarem interesse no diálogo para solucionar o conflito do Tibete.

EFE |

O texto, elaborado pelos principais grupos políticos da UE, insta a Presidência rotativa do bloco UE - exercida neste semestre pela Eslovênia - a alcançar uma posição comum sobre o comparecimento ou não à cerimônia de abertura dos chefes de Estado e Governo da entidade e do Alto Representante Javier Solana.

Além disso, especifica que esta posição comum deverá incluir "a opção de não comparecer caso não seja retomado o diálogo entre as autoridades chinesas e o dalai lama".

A resolução deplora a "brutal repressão" das forças de segurança chinesas contra os manifestantes tibetanos e pede uma investigação das Nações Unidas sobre o que aconteceu nos últimos protestos, assim como o acesso de diplomatas e jornalistas estrangeiros à região.

Por outro lado, o texto comemora a defesa do protesto pacífico feitas pelo dalai lama e sua aposta em uma solução para o conflito baseada na autonomia antes da independência.

O Parlamento Europeu, lembra o projeto de declaração, espera receber o líder tibetano em uma sessão solene ainda este ano.

O texto é assinado por representantes do Partido Popular Europeu, do grupo Socialista, do Partido Verde, dos liberais, da Esquerda Unitária Européia e da União para a Europa das Nações. EFE adp/ev/fal

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG