Parlamento Europeu criará comissão temporária sobre crise econômica

Estrasburgo (França), 14 jul (EFE).- Os três maiores grupos do Parlamento Europeu - conservadores, socialistas e liberais - definiram criar uma comissão temporária sobre a crise econômica na Eurocâmara, anunciaram hoje, em comunicado conjunto.

EFE |

O órgão será presidido por um membro da Aliança dos Democratas e Liberais, um posto para o qual se cogitou o nome do britânico Graham Watson, ex-líder da formação.

Watson, após um acordo com conservadores e liberais, retirou sua candidatura a presidente do Parlamento para facilitar a eleição do polonês Jerzy Buzek (Partido Popular Europeu), que acabou sendo nomeado hoje.

Segundo os grupos políticos, a criação desta nova comissão responde aos "desafios da crise financeira e econômica e à necessidade de responder às crescentes preocupações expressadas pelos cidadãos sobre a segurança de seu emprego e sua qualidade de vida".

Ao longo da legislatura passada, o Parlamento Europeu teve quatro comissões temporárias, entre as quais se destacaram a dedicada à mudança climática e a centrada em investigar os supostos voos da CIA na Europa com prisioneiros a bordo.

O Parlamento Europeu foi das primeiras instituições a advertir durante os últimos anos sobre os riscos da desregulação dos mercados financeiros, e grande parte da Eurocâmara foi muito crítica durante a legislatura passada às políticas da Comissão Europeia (órgão executivo da União Europeia) neste âmbito. EFE mvs/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG