Parlamento do Quirguistão vota pelo fim de base aérea dos EUA

Por Maria Golovnina BISHKEK (Reuters) - O parlamento do Quirguistão aprovou de maneira esmagadora na quinta-feira o fechamento da última base aérea remanescente dos EUA na Ásia Central, que serve de ponto de trânsito para tropas norte-americanas em combate na região do Afeganistão.

Reuters |

O fechamento planejado da base aérea de Manas coloca um desafio ao novo presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, que planeja enviar mais tropas ao Afeganistão para reforçar o combate aos insurgentes do Taliban.

A medida também ocorre junto com o aumento da rivalidade entre Moscou e Washington pelo controle da Ásia Central, uma vasta região soviética ainda vista pela Rússia como parte de sua esfera de interesse.

O parlamento, com 90 cadeiras e dominado pelo partido governista, votou por 78 a 1 a favor da proposta do governo pelo fechamento da base. Houve ainda duas abstenções e nove ausências.

"Uma vez que todos os procedimentos estejam encerrados, um voto oficial de despejo será enviado e depois disso os Estados Unidos terão 180 dias para encerrar as operações na base aérea", disse o ministro do Exterior quirguiz, Kadyrbek Sarbayev, após a votação.

A assessoria de imprensa do presidente Kurmanbek Bakiyev disse que ele deve assinar a decisão transformando-a em lei no próximo mês, mas não deu mais detalhes.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG