Parlamento do Kosovo diz que eleições locais sérvias serão ilegais

Pristina, 29 abr (EFE).- O Parlamento do Kosovo adotou hoje uma declaração por meio da qual considera ilegais as eleições locais que Belgrado pretende realizar em seu território para a minoria servo-kosovar no dia 11 de maio, data das eleições gerais antecipadas na Sérvia.

EFE |

Segundo a resolução 1244 do Conselho de Segurança da ONU, a única autoridade que pode convocar eleições no Kosovo é a Missão das Nações Unidas no Kosovo (Unmik), lembrou o Parlamento.

No dia 11 de maio a Sérvia realizará eleições parlamentares e locais com a intenção de organizá-las também no Kosovo para os 120 mil membros da minoria sérvia que vivem nesta ex-província que declarou sua independência de Belgrado em 17 de fevereiro.

Em declaração, o presidente do Parlamento kosovar, Jakup Krasniqi, disse hoje que considera ilegais estas eleições sérvias no território nacional.

Entretanto, Belgrado afirma que a missão das Nações Unidas no Kosovo deveria guardar silêncio, assim como fez quando o Kosovo declarou sua independência em fevereiro. EFE am/fal

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG