Decisão abre caminho para nova eleição geral, cuja data será definida por presidente interino

O parlamento do Kosovo destituiu o governo do primeiro-ministro, Hashim Thaci, em um voto de não-confiança ao governo que em 2008 levou o país à independência da Sérvia – reconhecida por parte da comunidade internacional.

Com a decisão, a coligação dirigida pelo primeiro-ministro e líder do Partido Democrático sai do poder e abre caminho para a convocação de novas eleições no país dentro de 45 dias. O presidente interino do Kosovo, Jakup Krasniqi, determinará a data para as eleições gerais.

A crise que vive o Kosovo acontece depois da demissão do presidente Fatmir Sejdiu, em 27 de Setembro, e à degradação das relações entre os componentes da coligação governamental.

Diplomacia

As eleições antecipadas deverão atrasar o início das conversações com a Sérvia – que não reconhece a independência kosovar - sobre a melhoria das relações bilaterais, além de atrasar a privatização de empresas estatais.

*Com AP

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.