Parlamento da Tailândia adia sessão por causa de pressão de manifestantes

Bangcoc, 29 dez (EFE).- O Parlamento da Tailândia adiou até amanhã a sessão na qual ia comparecer o primeiro-ministro, Abhisit Vejjajiva, por causa do bloqueio dos manifestantes que cercam o recinto.

EFE |

Vejjajiva tinha previsto explicar aos parlamentares as principais linhas de sua futura ação de Governo.

Os manifestantes da Aliança Democrática contra a Ditadura são partidários do ex-primeiro-ministro, Thaksin Shinawatra, deposto em setembro de 2006 por um golpe de estado e condenado à revelia a dois anos de prisão por abuso de poder.

A concentração começou no domingo e a ela se uniram hoje manifestantes que chegaram a Bangcoc em ônibus procedentes de províncias próximas.

Os organizadores do protesto disseram que pelo menos 10.000 pessoas participaram da manifestação, mas a Polícia estimou que o número de manifestantes se aproxima de 5.000. EFE tai/fal

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG