Parlamento da Eslováquia ratifica o Tratado de Lisboa

Bratislava, 10 abr (EFE).- O Parlamento da Eslováquia ratificou hoje o Tratado de Lisboa, após a crise gerada pelo complicado trâmite que a votação do texto comunitário enfrentou no país.

EFE |

O texto foi aprovado com 103 votos a favor e cinco contra. O restante dos parlamentares, de um total de 150, abandonou a sala no momento da votação, informaram à Agência Efe fontes da Câmara.

Aos legisladores da coalizão governamental - integrada por social-democratas e nacionalistas - se uniram no último momento quase todos os deputados da opositora Coalizão Húngara (SMK).

O resto da oposição (conservadores e democratas-cristãos, assim como um deputado húngaro) abandonou a sala em sinal de protesto pela aprovação, na véspera, de uma controversa lei de imprensa.

Muito criticada pelo sindicato de jornalistas e pelo setor editorial, a lei, que consagra o direito de réplica, é considerada inaceitável pelos três partidos opositores, cujas principais emendas não foram levadas em conta durante a tramitação do projeto.

Os partidos do Governo, que dispõem de 85 cadeiras no Conselho Nacional, corriam assim o risco de não obter a maioria qualificada de três quintos (90 deputados de 150) para dar sinal verde ao Tratado, mas a mudança de parecer de última hora dos húngaros abriu o caminho da ratificação. EFE gm/fb

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG