O Parlamento afegão rejeitou neste sábado quase 75% dos ministros apresentados pelo presidente Hamid Karzai, mas aprovou as pastas da Defesa e do Interior, consideradas as mais importantes.

Os deputados afegãos rejeitaram 17 dos 24 ministros sugeridos pelo chefe de Estado em meados de dezembro. Somente os ministros do Interior, da Defesa, da Educação, da Cultura, da Agricultura e da Indústria foram aprovados.

Assim, os ministros do Interior e da Defesa, que contam com o apoio dos países ocidentais, foram reconduzidos no cargo.

Reeleito no dia 2 de novembro ao término de uma votação afetada por graves irregularidades, Karzai demorou mais de um mês e meio para apresentar seu projeto de governo aos deputados.

Leia mais sobre: Paquistão

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.