Parlamento afegão entra em recesso sem completar Gabinete

Cabul, 17 jan (EFE).- O Parlamento afegão começa amanhã seu recesso de inverno sem completar a formação do novo Governo, após rejeitar em duas votações neste mês boa parte dos candidatos a ministro propostos pelo presidente do país, Hamid Karzai.

EFE |

Os deputados retomam suas atividades em 20 de fevereiro, informou hoje o porta-voz presidencial, Waheed Omer, em entrevista coletiva.

Neste sábado, o Parlamento afegão rejeitou dez dos 17 ministros da segunda lista com a composição do Gabinete apresentada por Karzai, que conseguiu aprovar apenas 14 nomes para um Governo com 25 pastas.

O presidente não atingiu seu objetivo de ter o Governo formado por completo antes da conferência sobre o Afeganistão, marcada para o próximo dia 28 em Londres.

Omer disse que Karzai apresentará sua lista para os ministérios ainda vagos depois do recesso parlamentar. Enquanto isso, os postos continuarão ocupados por interinos.

Para preparar a conferência de Londres, o ministro de Assuntos Exteriores do Reino Unido, David Miliband, esteve no Afeganistão neste final de semana. Ontem, encontrou-se com Karzai, e hoje se reuniu com seu colega afegão, Rangin Dafdar Spanta, que está prestes a deixar o cargo.

Segundo um comunicado da Presidência, Karzai informou a Miliband sobre sua intenção de apresentar em Londres uma proposta de diálogo com os talibãs. EFE nh-ja/bba

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG