Parlamentares propõem expulsar imigrantes após fim do visto de trabalho

Londres, 7 set (EFE).- O Governo britânico deveria expulsar os imigrantes qualificados de fora da União Européia (UE) após o fim dos quatro anos do visto de trabalho, para controlar o crescimento da população e aliviar a pressão sobre os serviços públicos, propõe um relatório parlamentar.

EFE |

Atualmente, a grande maioria de imigrantes de fora da UE que têm vistos para trabalhar no Reino Unido permanece no país depois do fim da permissão e são autorizados a ficar de forma permanente.

O relatório, cujo conteúdo foi antecipado hoje pela imprensa britânica, será apresentado amanhã por causa do lançamento de uma nova comissão parlamentar sobre imigração, que será dirigida pelo trabalhista Frank Field e pelo conservador Nicholas Soames.

A comissão mostrará o relatório um dia antes de o Ministério do Interior britânico divulgar, na terça-feira, mais detalhes sobre o sistema por pontos que quer aplicar à imigração.

Os autores do relatório, deputados de diferentes partidos políticos, acham que suas propostas permitiriam que a população da Inglaterra, atualmente em 51 milhões de pessoas, crescesse até 65 milhões até 2050, e não até os 78,6 milhões, como indicam as projeções atuais.

No estudo, os autores colocam que o Reino Unido precisaria construir sete nove cidades do tamanho de Birmingham para abrigar os 7 milhões de novos habitantes que deverão ter chegado ao país até 2031.

Além disso, destacam a carga que a imigração está representando para os sistemas de educação, saúde e transporte, e fazem uma chamada ao Governo para que equilibre o número de imigrantes que chegam ao país com os que saem. EFE ep/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG